Conheça a história das piscinas

As piscinas marcam presença na cultura mundial desde 2600 a.C. A primeira construção elaborada desse tipo foi provavelmente “Os Grandes Banhos de Mohenjodaro”, um antigo e planejado local de banho no Paquistão feito de tijolos e coberto por gesso. No entanto, Mohenjodaro provavelmente não foi originalmente criado para a prática do banho e natação em geral. Os estudiosos acreditam que ele era usado em cerimônias religiosas.

Mais piscinas artificiais surgiram posteriormente em todo o mundo antigo. Na Grécia e em Roma, a natação fazia parte da educação dos meninos do ensino primário. A primeira piscina aquecida foi construída por Gaius Maecenas de Roma no século I a.C. Gaius Mecenas era um rico senhor romano e considerado um dos primeiros patronos das artes, pois ele apoiava financeiramente vários poetas famosos como Horácio, Virgílio e Propércio.

No entanto, as piscinas não eram nenhum pouco populares até meados do século XIX. Em 1837, seis piscinas cobertas com trampolins de mergulho foram construídas em Londres, na Inglaterra. Depois que os Jogos Olímpicos modernos começaram em 1896 e as disputas de natação figuravam entre os eventos principais, a popularidade das piscinas começou a se espalhar pelo globo.

No século 20, uma série de avanços na ciência e na tecnologia levaram as piscinas para um outro nível. Entre os novos desenvolvimentos, se destacavam os sistemas de cloração e filtração, que forneciam água limpa para a piscina. Antes dessas melhorias, a única maneira de limpar uma piscina era removendo e substituindo toda a água do reservatório.

No mundo ocidental, principalmente nos Estados Unidos, as piscinas se popularizaram com a invenção do gunite, um material que permitia uma instalação mais rápida, projetos mais flexíveis e custos mais baixos do que os métodos anteriores. O fim da Segunda Guerra Mundial, juntamente com a relativa acessibilidade das piscinas, acelerou ainda mais a proliferação desses tanques de água.

Talvez o único ponto negativo de sua popularidade seja o crescente número de problemas de saúde associados ao seu uso. Quando o tratamento da água não é feito de maneira adequada, doenças como micoses, inflamações e até mesmo conjuntivite podem se espalhar rapidamente. Por isso é muito importante manter as piscinas em ótimas condições de uso. Fica a dica!

 

Via: tricurioso

,
One comment on “Conheça a história das piscinas
  1. Pingback: San Alfonso del Mar - A maior piscina do mundo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *